Armênia é o primeiro povo cristão do mundo

Home/Armenia, Destinos, Europa/Armênia é o primeiro povo cristão do mundo

Armênia é o primeiro povo cristão do mundo

Monte Ararate de frente para o para o Mosteiro

Armênia é o primeiro povo cristão do mundo. Escutando isto do meu guia palestino em Belém, comecei a tentar lembrar o que já havia estudado antes da viagem. Então me veio a mente um monte de coisas. E por que eu escutei isto em Belém? Devido eu estar viajando pela Terra Santa. Por lá existirem muitas igrejas construídas sobre os lugares sagrados, e em especial a Basílica da Natividade é uma conjunção de três igrejas em uma só. E como você na foto acima, estou na Igreja… impossível não ser tocado por tudo. 

E se a Igreja Armênia está ali é porque tem uma ligação toda especial com o cristianismo. Por mais estranho que possa parecer para os cristãos ocidentais, a Armênia pode reivindicar ser o primeiro reino a se converter oficialmente ao cristianismo.

Arqueólogos descobriram evidências de civilização na Armênia que datam do início da Idade do Bronze, mas os armênios aparecem pela primeira vez na história no século VIII a.C. como o reino de Urartu. AI VEM A DOIDERA!

Urartu foi pronunciado “Ararat” pelos primeiros israelitas. Assim, quando a Bíblia afirma que a Arca de Noé descansou nas “montanhas de Ararat” (Gênesis 8: 4), está se referindo às montanhas da Armênia. De fato, o enorme vulcão Ararat, perto de Yerevan, na Armênia, é tradicionalmente identificado como o local de descanso da Arca de Noé.

INCLUSIVE aqui em Mundo de Chico eu explico sobre as montanhas sagradas. Para mim está faltando só ir nesta. 

A História de Santo Gregório na Armênia

Quando estive em Israel impossível não ter certeza de fato que Helena, mãe de Constantino foi uma heroína cristã ao viajar para Terra Santa e construir igrejas sobre os lugares onde Cristo viveu suas grandes experiências na Terra.

Mas aí que esta. Existe uma grande história ligada ao cristianismo bem antes disto. Vamos lá? Adoro contar histórias.  O reino armênio da antiguidade era uma das maiores potências do Oriente Médio clássico; seu rei Tigranes, o Grande (r. 95-66 a.C.) conquistou grande parte da região. Com a aproximação dos romanos do oeste e dos persas do leste, no entanto, a Armênia acabou sendo conquistada e dividida entre essas duas grandes potências.

Religiosamente, os antigos armênios eram politeístas, influenciados pelas religiões grega e persa. Mas isso começou a mudar no início do século IV dC. Pois segundo a tradição, um jovem príncipe armênio chamado Gregory se tornou um refugiado de sua terra natal quando seu pai foi executado por tentar assassinar o rei da Pérsia. 

O jovem exílio foi criado e educado por um cristão e, finalmente, convertido ao cristianismo. Ao retornar à Armênia, Gregório “o Iluminador” (ou “Iluminador”) (ca. 257-331) começou a pregar em toda a sua terra natal. Conhecido como trabalhador de milagres, Gregório foi convocado para curar o rei armênio doente Tiridates III (r. 287-330). Convencido por sua recuperação milagrosa, Tiridates se converteu ao cristianismo por volta de 301, uma década antes da conversão de Constantino de Roma. 

Embora a população da Armênia ainda fosse amplamente pagã na época, Tiridates fez do cristianismo a religião do estado e a Armênia se tornou a primeira nação oficialmente cristã.

A Igreja Armênia 

Cerca de 96% da população se diz ser membro da Igreja apostólica armênia.

Comumente definida como ortodoxa, a Igreja armênia insiste que não faz parte da corrente oriental que compreende as Igrejas ortodoxa russa e grega. 

A Igreja armênia faz parte de um grupo de seis Igrejas orientais cristãs que rejeitam a doutrina da dupla natureza de Cristo e asseguram que só existe uma: divina e humana simultaneamente.

Para Saber Mais…

Comments

comments

Did you like this? Share it:
Por |dezembro 20th, 2019|Armenia, Destinos, Europa|0 Comentários

Sobre o Autor:

Leave A Comment