Vulcão Quilotoa no Equador

Vulcão Quilotoa no Equador


Vulcão Quilotoa no Equador

O vulcão Quilotoa é uma pequena caldeira de 3 km de largura a cerca de 80 km de Quito. Caldeira? Sim… Não é cratera. Cratera é menor de 1 km. Pois bem… Não é muito difícil de entender o que ocorreu. A explosão ocorreu, e as lavas quentes derreteram os glaciares no topo do cone.

Resultado? Toda água ficou represada dentro da caldeira. Existem várias destas formações pelo mundo. O Quilotoa no Equador é uma das mais lindas. E fica a dica do Chico: Cuidado se for caminhar ao redor. Não existem grades de proteção.

O Quilotoa é o mais ocidental dos vulcões andinos do Equador. A caldeira é o remanescente truncado de um estratovulcão dacítico. Tem paredes internas íngremes que se elevam 400 m acima da superfície de um lago com 240 m de profundidade.

Caminhando ao redor do Quilotoa

Acompanhe algumas fotos da nossa caminhada. Abaixo na segunda parte dos vídeos um pouco da caminhada e de nossa luta por caminhar a mais de 3.000 metros de altitude. Ou seja, suamos e queimamos no sol e tivemos muita falta de ar. A borda da cratera sobe para 3.915 metros no seu ponto mais alto, mas quando as nuvens rolam e engolem os lados da caldeira, é só você e o lago abaixo (+ uma lhama ou duas).

Veja acima a foto. Durante a caminhada você vê por diferentes ângulos a caldeira. E apesar do Trekking the Quilotoa Loop ser uma das melhores coisas para se fazer no Equador. A rota é personalizável com rotas de trekking que levam entre dois dias e duas semanas. Você vai se perder e se cansar, mas a oportunidade de explorar uma das partes raramente visitadas do Equador vale a aventura. Pense que você está pronto para isso?

A Naiade personaliza esta experiencia!!!!

Erupções do Quilotoa

A única erupção histórica do vulcão Quilotoa ocorreu em 1280 e foi uma das maiores erupções explosivas do mundo nos últimos 1000 anos. Estudos geológicos mostraram evidências de que Quilotoa produziu pelo menos 8 grandes erupções explosivas durante os últimos 200.000 anos em intervalos de 10.000 a 14.000 anos.

Relatos de erupções históricas do lago da caldeira não são certos. Atualmente, o vulcão Quilotoa tem fumarolas no fundo do lago e fontes termais no flanco leste.

Diferenças entre Caldeira e Cratera Vulcânica

 

Embora os processos vulcânicos sejam altamente destrutivos na natureza, eles também podem levar à formação de características geográficas muito interessantes. As caldeiras e crateras vulcânicas são duas dessas características, mas observar a diferença entre ambas nem sempre é uma tarefa fácil. Ao longo desse post, vamos explorar alguns fatores que podem ajudar na hora de definir cada uma dessas formações.

Uma caldeira vulcânica geralmente se forma quando uma grande erupção de magma ou fluxo de lava deixa para trás um enorme vácuo subterrâneo. Desse modo, materiais vulcânicos acima desta câmara colapsam para o interior, deixando uma enorme depressão no topo. As caldeiras podem ser circulares ou assumir qualquer outra forma de acordo com a magnitude e a natureza violenta da atividade vulcânica que as formam. Curiosamente, as caldeiras vulcânicas podem surgir inicialmente como crateras vulcânicas, mas se aprofundam e se expandem posteriormente por conta da atividade vulcânica dessas regiões. As caldeiras vulcânicas servem como constantes lembretes de grandes erupções no passado. O Parque Nacional de Yellowstone, nos Estados Unidos, é uma grande caldeira, assim como o Valle Grande .

Por outro lado, uma cratera vulcânica é geralmente menor em tamanho e costuma ser bastante circular. Os vulcanologistas descrevem as paredes das crateras como sendo feitas de material piroclástico e depósitos de lava. As aberturas ativas propícias para novas atividades vulcânicas também é uma das principais diferenças entre uma cratera vulcânica e uma caldeira, já que algumas crateras ocasionalmente mostram sinais de atividades por baixo da fumaça ou do vapor expelido.

Canal MundodeChico.com

Veja nosso passeio pelo Vulcão Quilotoa no Equador. Neste primeiro vídeo falamos da áreas próximas ao povoado. Em um segundo vídeo fazemos a caminhada no entorno da caldeira…e não cratera. Como você vai aprender, cratera é quando o suposto buraco tem até 1 km e acima disto é chamado de Caldeira.

 

Para Saber Mais…

Em breve nosso segundo vídeo. Por enquanto veja as fotos abaixo

Fotos da Caminhada

  

Comments

comments

Did you like this? Share it:

Sobre o Autor:

Leave A Comment