Brasília

Brasília

 

Quais os pontos turísticos que não posso deixar de conhecer no destino Brasília/DF ?

O destino dispõe de características peculiares que podem atrair o visitante de acordo com seu perfil. Roteiros que podem ser arquitetônicos, gastronômico, culturais, religiosos, rurais, alternativos, rock… O leque de opções é amplo.

Entretanto, conhecer as razões pelas quais torna a Capital Federal, o único sítio moderno inscrito em dezembro de 1987, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura– Unesco, Patrimônio Cultural da Humanidade – , com 112,25 km² é um dos motivos que desperta a atenção nacional e estrangeira. Ou seja, entender as quatro escalas de Lucio Costa e a contextualização dos monumentos de Niemeyer é uma das principais formas de conhecer Brasília.

Conheça algumas curiosidades do destino Brasília/DF:

  • Brasília tem um dos maiores parque urbanos da América Latina com 40 hectares, o Parque da Cidade. O local é um ponto de encontro e lazer dos brasilienses.
  • ‘Zebrinhas’ são como são chamados os microônibus, que circulam e fazem a ligação com vários pontos da cidade. Possui esse nome porque até o ano de 2012 os ônibus  eram alaranjados com listras brancas.
  • Tesourinha é uma pista que dá acesso às superquadras, cortando o Eixo-Rodoviário-Residencial. Se o objetivo é ir para a direita, deve-se, primeiro, virar à esquerda. A tesourinha já estava nos planos de Lucio Costa quando Brasília ainda era apenas uma pretensão.
  • No Distrito Federal, também há um vasto leque de opções de turismo rural, propriedades que dispõe de cachoeira, tirolesa, passeios a cavalo.

Como é o clima e a temperatura média anual no destino Brasília/DF ? O Distrito Federal está localizado no Centro-Oeste brasileiro e é marcado por um clima tropical-quente-subúmido, com duas estações bem definidas: estação seca (de maio a setembro) e outra chuvosa (outubro a abril). Durante os períodos de chuva, podem ocorrer os ‘veranicos’ – apelido dado pelos moradores da capital – brasilienses a um fenômeno caracterizado por um período de seca e calor que pode durar de uma até três semanas, especialmente nos meses de janeiro e fevereiro. A temperatura média anual apresenta amplitude de 21,3 a 27,2ºC, com dias quentes e noites mais frias (afinal, estamos no Cerrado). Portanto, vão algumas dicas: (1) abuse do guarda-chuva/sombrinha de mão. Leve e prático de carregar, poderá lhe proteger tanto de uma chuva não planejada, quanto de um período de caminhada a céu aberto, com sol forte; e (2) tenha sempre um casaco leve com você, para que não venha a ser surpreendido(a) com um vento frio ao entardecer.

Qual a vegetação predominante no destino Brasília/DF ? A vegetação do bioma Cerrado tem como principais características, árvores baixas e tortuosas e vegetação rasteira. O Cerrado se destaca por possuir a segunda maior biodiversidade do planeta, superado apenas pela Amazônia. Além disso, a região está entre as mais importantes do país, uma vez que oito (8) das 12 grandes regiões hidrográficas brasileiras recebem suas águas dos rios que nascem neste bioma. Conhecido como “Berço das Águas”, o Cerrado possui uma malha de nascentes, córregos e rios de fundamental importância para o país. Brasília foi concebida em meio ao Cerrado e planejada para preservá-lo e incluí-lo em seu aspecto bucólico. Considerada uma Cidade-Parque, aqui o visitante tem acesso a diversas espécies nativas em meio à paisagem, tendo, inclusive, a oportunidade de usufruir de diversas árvores frutíferas nativas, como a cagaita, a mangaba, o bacupari e o pequi. Sem contar que a cidade oferece outros frutos ao ar livre, por exemplo: manga, jaca, amora, goiaba e pitanga.

ROTEIRO ARQUITETÔNICO

O conjunto arquitetônico, urbanístico e paisagístico rendeu à Brasília o título de Patrimônio Cultural da Humanidade – o único concedido a uma cidade moderna. Suas curvas inovadoras, ruas organizadas por setores e ampla área verde são admiradas internacionalmente. De todas, a Capital do Brasil foi a mais planejada. Sua concepção é assinada por mestres, o que a torna um verdadeiro museu a céu aberto.

ARQUITETURA

E ARTES INTEGRADAS

Foco: Visita às obras arquitetônicas de maior relevância da Capital Federal. Descrição: Contempla os principais projetos do arquiteto Oscar Niemeyer, bem como as obras de outros ícones da arquitetura moderna como João Filgueiras, Nauro Esteves, Milton Ramos, Paulo Zimbres, Lúcio Costa e Alexandre Chan. Itinerário: 1ª Fase – Da Construção: Brasília Palace Hotel, Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida, Cine Brasília, Congresso Nacional, Igreja Nossa Senhora de Fátima, Museu Histórico de Brasília, Palácio da Alvorada, Praça dos Três Poderes, Supremo Tribunal Federal, Teatro Nacional Claudio Santoro e Universidade de Brasília. 2ª Fase – Consolidação: Quartel General do Exército, Memorial JK, Ponte Costa e Silva, Palácio da Justiça Raymundo Faoro e Palácio Itamaraty. 3ª Fase – Transição Democrática: Centro Cultural Banco do Brasil, Espaço Oscar Niemeyer, Memorial dos Povos Indígenas e Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves. 4ª Fase – Democrática: Catedral Militar Rainha da Paz, Conjunto Cultural da República, Procuradoria Geral da República e Superior Tribunal de Justiça

QUATRO ESCALAS

Foco: Conhecer o plano urbanístico da cidade, elaborado por Lucio Costa

Descrição: Esta rota facilita a vivência das quatro escalas previstas no projeto de Lucio Costa. São elas:
a) Bucólica, representada por parques e áreas verdes;
b)Gregária, espaços para o convívio social dos moradores da capital;
c)Monumental, planejamento de locais específicos para as principais instituições, autarquias e monumentos da cidade e
d) Residencial, espaço onde os brasilienses habitam. Ao compreender como Brasília foi concebida, o visitante perceberá a significação cultural e estética da arquitetura como elemento transformador da cidade e da sociedade que nela habita.

Itinerário:
1a Fase – Escala Bucólica Lago Paranoá e Parque Sarah Kubitschek
2a Fase – Escala Gregária Estação Rodoviária de Brasília, Conjunto Nacional de Brasília, Complexo Conic e Teatro Nacional Cláudio Santoro
3a Fase – Monumental Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida, Esplanada dos Ministérios, Museu Nacional e Praça dos Três Poderes.
4a Fase – Escala Residencial Superquadra Norte (SQN) 107, Conjunto São Miguel, Superquadra Sul (SQS) 307/308, Unidade Vizinhança.

ENTRE PALÁCIOS E MUSEUS

Foco: Seleção dos principais palácios e museus da cidade

Descrição: Esta rota foi montada especialmente para quem deseja explorar o acervo artístico dos palácios e museus de Brasília.

Itinerário: Centro Cultural Banco do Brasil, Congresso Nacional, Espaço Lúcio Costa, Quartel General do Exército, Memorial JK, Memorial dos Povos Indígenas, Museu Histórico de Brasília, Museu Nacional, Museu do Catetinho, Palácio do Planalto, Palácio Itamaraty, Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves, Praça dos Três Poderes, Supremo Tribunal Federal, Templo da Boa Vontade (LBV) e Museu das Gemas da Torre de Televisão.

CRUZEIRO PLANO PILOTO

Foco: Concepção urbanística de Brasília.

Descrição: Trata-se de um passeio focado no traçado urbanístico de Lucio Costa. Revela como a paisagem construída pelo homem se integra, de forma harmoniosa, com a paisagem natural da cidade.

Itinerário: Itinerário: Eixo Auxiliar Norte / Residencial Leste e Oeste, Eixo Monumental, Eixo Rodoviário Sul (Eixão), Entrequadras 307/308 Sul, Esplanada dos Ministérios, Parque Sarah Kubitschek, Praça do Cruzeiro, Praça dos Três Poderes, Espaço Lucio Costa, Estação Rodoviária de Brasília, Setor de Diversões Sul, Setor Hoteleiro Norte, Setor Hoteleiro Sul, Torre de Televisão e W3 Sul – Quadra 515.

CERRADO AO CONCRETO

Foco: Apresentação da história da nova capital brasileira, antes mesmo do início da construção da cidade, em 1957.

Descrição: Esta rota é um testemunho de todas as etapas da mudança da capital federal do Rio de Janeiro para Brasília, desde a colonização do Brasil até os tempos da Missão Cruls – expedição científica que percorreu o Centro-Oeste brasileiro entre os anos de 1892 e 1893 para pesquisar e demarcar o melhor local para a construção nova capital brasileira. Itinerário: Casa Velha do Gama, Ermida Dom Bosco, Instituto Histórico e Geográfico do Distrito Federal, Memorial JK, Museu do Catetinho e Museu Vivo da Memória Candanga.

TRAÇO MONUMENTAL

Foco: Mostrar ao visitante os principais pontos turísticos do Eixo Monumental. Considerando que Brasília tem o formato de um avião, o Eixo Monumental equivale à cabine da aeronave – onde ficam piloto e passageiros.

Descrição: Apresenta os variados atrativos existentes no Eixo Monumental e nas áreas que o compõem. Oferece uma oportunidade única à apreciação da beleza arquitetônica e da concepção do plano urbanístico da cidade

Itinerário: Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida, Centro de Convenções Ulysses Guimarães, Congresso Nacional, Conjunto Cultural da República, Câmara Legislativa do Distrito Federal, Esplanada dos Ministérios, Espaço Lúcio Costa, Estação Rodoviária de Brasília, Memorial JK, Palácio da Justiça Raymundo Faoro, Palácio do Buriti, Palácio Itamaraty, Palácio do Planalto, Praça do Cruzeiro, Praça dos Três Poderes, Supremo Tribunal Federal, Teatro Nacional Cláudio Santoro e Torre de Televisão.

Para Saber Mais…

Vamos Viajar?

Logo para Naiade - Naiade Preto e Branco para site
Convido você a conhecer a Naiade Viagens. Diferente de verdade, a empresa é admirada por seus clientes. Considerada no mercado como uma das primeiras Love Brands brasileiras, muitas das viagens da Naiade são personalizadas e os grupos mundo afora são especiais e únicos.

 

 

 

Comments

comments

Did you like this? Share it:

Sobre o Autor:

Leave A Comment

Você é humano?