Enoturismo na África do Sul

Enoturismo na África do Sul

Foto Gabrielle – Africa do Sul – outubro de 2012   

Precisamos de apenas meia hora de carro além da Cidade do Cabo, para começar a passear pelo Cape Vineyards, onde o cultivo de uvas é feito desde 1600. Hoje, esta é a maior região vinícola da África do Sul, e o turismo de vinho organizado se tornou um grande negócio.

Foto Gabrielle – Africa do Sul – outubro de 2012   

Os lugares criados para receber os visitantes são grandes, adegas passaram a oferecer acomodação aconchegante, restaurantes finos, bistros casuais e degustações elaboradas.

Eduardo e Gheisa – Africa do Sul – novembro de 2008

O que mais impressiona é a existência de uma jovem geração de vinicultores, que vem produzindo vinhos melhores que seus antecessores. E isto, não apenas quando se propõem a produzir o clássico Chenin Blanc ( uva branca de origem Europeia ), como  na aventura de criar o robusto Pinotage.

Gabrielle e Eline – Africa do Sul – outubro de 2012   

O melhor plano para conhecer esta região é a contratação de uma viagem guiada em pequenos grupos. Ou se você não gosta de compartilhar experiências, contrate um tour privado.

Gabrielle e Eline – Africa do Sul – outubro de 2012   

Em seu roteiro, com certeza não deixaram de passar pelas cidades históricas de Stellenbosch, Franschhoek e Paarl, onde uma quase infinidade de produtores se concentram, prontos para abrir suas portas para mostrar os cultivos e apresentar os vinhos.

Eduardo e Gheisa – Africa do Sul – novembro de 2008

#FicaadicadoChico 1

Mais uma vez reforço que a Africa do Sul não é Europa ou Estados Unidos e que não vale a pena ficar viajando sozinho de carro.

Eduardo e Gheisa – Africa do Sul – novembro de 2008

#FicaadicadoChico 2

Fazer turismo por este tipo de região vai muito além de parar, e entrar em uma vinícola para aprender sobre o processo produtivo e degustar os vinhos. Tem a ver com ser guiado por toda região absorvendo a magia que torna tudo possível. Um tour guiado então é fundamental.

Gabrielle e Eline – Africa do Sul – outubro de 2012   

Foto Gabrielle – Africa do Sul – outubro de 2012  

Cidades e Regiões 

Eduardo e Gheisa – Africa do Sul – novembro de 2008

Franschhoek

O Canto dos Franceses na língua africâner foi o nome dado à cidade fundada no século 17, inicialmente para abrigar franceses protestantes expulsos da França por questões religiosas, com o objetivo de cultivar a terra e desenvolver a cultura da vinha. Aninhada entre vales e montanhas, a charmosa e próspera Franschhoek dá aos visitantes a possibilidade de degustar uma vasta gama de vinhos, acompanhando a cozinha tipicamente francesa e refinada, frente a esplêndidas paisagens bucólicas.

Stellenbosch

Fundada em 1679, a segunda colônia europeia mais antiga na África do Sul, após Cape Town, com ruas ladeadas por casas em estilo holandês, esta histórica cidade universitária de clima europeu é autêntica e charmosa. Às margens do Rio Eerste, a cidade cresceu de maneira espantosa e tornou-se independente logo em 1682, apenas três anos após a sua fundação. Devido ao seu solo e climas propícios à produção vinícola, rapidamente virou o centro desta indústria no país, e produz atualmente cerca de dez milhões de hectolitros (100 litros) de vinho ao ano. Charmosas boutiques, bares e restaurantes se misturam entre prédios universitários e monumentos históricos. Sua arquitetura ilustra bem o estilo de ambientes e a decoração do início do século 18.

Paarl

A terceira colônia europeia na África do Sul é a maior cidade da região vinícola. O nome da cidade vem da palavra holandesa peerlbergh (montanha de pérola), devido ao seu afloramento geológico. Pitorescos vinhedos se espalham pela cidade e são responsáveis pela produção de um quinto de toda colheita de uvas sul-africanas.

O vinho da África do Sul

Eduardo e Gheisa – Africa do Sul – novembro de 2008

A África do Sul é conhecida por combinar em seus vinhos tintos e brancos o sabor e a intensidade do Novo Mundo, com a classe e a elegância dos rótulos da Europa.

O país é um dos maiores destaques da atualidade, com celebrados vinhos finos, equilibrados e saborosos, sempre de excelente relação qualidade/preço. Na verdade, tanto pelo estilo da viticultura quanto pela antiguidade dos vinhedos, é difícil decidir se é mais apropriado classificar a África do Sul como “Novo Mundo” ou “Velho Mundo” em matéria de vinhos.

Os vinhedos do país foram plantados já no começo do século XVII, pela holandesa Cia das índias Orientais, enquanto a viticultura recebeu um grande impulso com a chegada de muitos imigrantes huguenotes franceses à região do Cabo, entre os quais vários decidiram se dedicar a produção de vinhos.

A África do Sul dispõe de tamanha relevância no universo do vinho que está entre as 10 maiores produtoras de vinho do mundo. Parte disso é refletido na quantidade de vinícolas e produtores encontradas na região: estima-se que há, atualmente, cerca de 340 vinícolas e 4.200 produtores em atividade no país.

Com clima temperado, a África do Sul cultiva inúmeras variedades de uvas, mas tem na poderosa Pinotage a imagem de sua uva mais emblemática. A casta foi criada na própria região, quando o professor Abraham Izak Perold da University Stellenbosch realizou o cruzamento entre as uvas Pinot Noir e Cinsaut, gerando assim, a uva que hoje simboliza a vinificação da África do Sul.

Os vinhos tintos elaborados com a uva Pinotage são intensos e bastante encorpados, com um aroma muito característico. Variedades de uvas francesas também são encontradas nos vinhedos sul africanos, como as castas Cabernet Sauvignon, Syrah e Merlot, que se adaptaram muito bem ao país e também produzem grandes tintos, de sabor e estirpe.

A África do Sul produz alguns maravilhosos “Cape Blends”, cortes bordaleses ou com outras uvas. Os excelentes vinhos de Syrah estão entre as novidades mais celebradas no país na atualidade. A África do Sul também produz vinhos brancos excelentes e muito finos.

Algumas das melhores barganhas do mundo do vinho na atualidade estão na África do Sul, com vinhos tintos e vinhos brancos de fantástica relação qualidade/preço. São todos achados que realmente vale a pena descobrir!

Para Saber Mais…

Aqui em MundodeChico.com já mostramos nossas viagens por vinhedos em diversos lugares do mundo. Acompanhe nossas experiências pelo mundo e também as viagens dos nossos clientes.

Enoturismo pelo Mundo

Eu na Vinícola Casa del Bosque – 2014

Veja nosso conteúdo para o Chile 

Vamos Viajar?

Logo para Naiade - Naiade Preto e Branco para site
Convido você a conhecer a Naiade Viagens. Diferente de verdade, a empresa é admirada por seus clientes. Considerada no mercado como uma das primeiras Love Brands brasileiras, muitas das viagens da Naiade são personalizadas e os grupos mundo afora são especiais e únicos.

 

Comments

comments

Did you like this? Share it:

Sobre o Autor:

Leave A Comment

Você é humano?