10 destinos para ir na Argentina

Home/Destinos/América do Sul/Argentina/10 destinos para ir na Argentina

10 destinos para ir na Argentina

10 destinos para ir na Argentina

 

 

 

 Argentina – Buenos Aires – 2017 
Duarte – Clientes Naiade Ponta Grossa – Paraná
de Naiade a frente da Casa Rosada 

Buenos Aires

Eu e a Carol na farinha de San Telmo – Buenos Aires – Argentina – 2009

O que dizer de Buenos Aires? Andar por suas ruas é muito fácil! Afinal, as vias são paralelas, têm a mesma numeração e cada quarteirão equivale a cem números, Ir a Buenos Aires e não levar nada para casa é um pouco difícil, visto que a capital argentina conta com diversos outlets e lojas de marcas argentinas e internacionais, além, é claro, de diversas fábricas de peças em couro com preços incríveis.  Se você quiser dirigir nas vias da Argentina, a carteira de habilitação brasileira é válida e as regras de direção são parecidas com as do Brasil, e caso precise de alguma informação turística, a Subsecretaria de Turismo local mantém vários postos espalhados pela cidade. Eu não curto, mas se você achar legal… Não deixe de dar uma passadinha no Cemitério de La Recoleta, em Buenos Aires. Há mais de 70 monumentos declarados Monumentos Históricos Nacionais.

Veja nossa Página Guia para Buenos Aires

Veja todo nosso conteudo sobre Buenos Aires

Mendoza

Eu em Mendoza – Argentina – 2012
A Argentina é  a Terra do Malbec. Bastam 2 horas de voo, a partir de Buenos Aires, e você está em Mendoza. Ao olhar para cima, verá a mais alta montanha dos Andes. O Aconcágua, com seu pico de neve perene, avança a 6962 metros — ou quase 7 quilômetros. Melhor olhar em torno e aproveitar essa cidade arborizada, cercada por uma das áreas mais áridas do país, onde há um admirável cânion. Mendoza é “la tierra del sol y del bueno vino”. Há muitas vinícolas elegantes, para degustar um Malbec — a casta (tipo de uva) mais saborosa Argentina. Nenhuma é tão refinada quanto a Estancia Los Alamos, um presente do início do século 19.

Veja nossa Página Guia para Mendoza

Veja todo o nosso conteudo sobre Mendoza

Salta

Praça 9 de Julho – Salta – Argentina

Conhecida como Salta, a linda, a cidade é um dos belos centros culturais da Argentina, muito conhecida por seus roteiros turísticos, como o Trem das Nuvens e os Circuitos sul, norte e dos Vales, por exemplo, que contempla a região da Garganta do Diabo.Ainda no noroeste do país, e bem próximo de Salta, fica Jujuy, uma região belíssima e com características pitorescas, declarada como Patrimônio Natural e Cultural da Humanidade pela UNESCO.

Em Salta, o prato típico “Saltenhas” é o mais pedido. Não deixe de provar esta delícia! Se quiser ter várias opções de bares e restaurantes em Salta? Então não deixe de conhecer a Rua Balcarce, no centro da cidade.

Peninsula Valdez

Península Valdés é o nome de outro destino imperdível para quem viaja para a Argentina, especialmente para os amantes da natureza. Declarada também, em 1999, Patrimônio da Humanidade pela Unesco, é um santuário natural, uma região privilegiada, localizada à beira do oceano Atlântico, que oferece oportunidades inesquecíveis para seus visitantes, como a de observar o modo de vida de elefantes e leões marinhos, sem contar com os pinguins e outros animais que fazem de seu habitat regiões extremas e geladas, como a Patagônia.

Página Guia para Península Valdez

Todo nosso conteudo sobre o destino

Cordoba

Mais abaixo no mapa, na região centro-oeste, fica Córdoba, a segunda maior cidade do país. Uma região serrana, caracterizada por suas inúmeras universidades, e onde também estão concentrados vários restaurantes, cafés, bares, lojas e baladas, para todos os tipos, e bolsos.

breve – Página Guia para Cordoba

breve – Página Guia para Península Valdez

Puerto Iguazu

Eu minha familia e Eduardo Ottoboni e sua filha – Parque Nacional do Iguazu – Puerto Iguazu – 2003

As cataratas pelo outro lado… O lado Argentino.e muito mais…

breve – Todo nosso conteudo sobre Puerto Iguazu

Todo nosso conteudo sobre o destino

Patagonia Argentina

Eu no Parque Nacional Los Glaciares – 2009

Na região da Patagônia, ao sudoeste, o destaque fica para El Calafate e Ushuaia. Em El Calafate, uma das principais atrações é o admirável Parque Nacional dos Glaciares, declarado patrimônio da humanidade em 1981, e onde estão localizadas impressionantes geleiras, como a de Perito Moreno.

Beleza desabitada A Patagônia engloba um terço da Argentina. Sua temperatura caminha dos 30 graus aos 20 negativos. Os ventos são frenéticos. As geleiras, colossais. As estepes, intermináveis. Lagos chegam às centenas. Leões marinhos, aos milhares. De pequeno, só o tamanho da população. São só 5% do total de moradores do país. Lugares para se hospedar? Para ser radical: Ushuaia ou El Calafate, no extremo sul. Não deixe de ir ao Glaciar Perito Moreno. Essa geleira tem o comprimento de Buenos Aires.

Muitos pinguins… de todos os jeitos e formas. Na Patagônia, à beira do Atlântico, topa-se com a colônia de elefantes marinhos. Na Península de Valdez, eles refestelam-se nas praias, exibindo as cinco toneladas como se posassem para um anúncio. Na mesma região moram os leões-marinhos, que disputam as fêmeas a cabeçadas — a elas cabendo aguardar pelas carícias do vencedor. Os pinguins revelam mais elegância. Já nascem trajados a rigor, embora tenham asas e não voem. Para conhecer esse espetáculo da natureza, tenha por ponto base a cidade de Puerto Madryn.

El Chaten

Já El Chalten é um vilarejo próximo, ideal para quem curte fazer trekking.

Veja mais sobre El Chaten em MundodeChico.com

Todo nosso conteudo sobre o destino

El Calafate

 

El Calafate fica próxima a fronteira com o Chile. Com mais de 5.000 habitantes é a cidade mais próxima ao Parque Nacional dos Glaciares, cerca de 80 quilômetros, onde localiza-se a maior geleira em extensão horizontal do mundo: O Glaciar Perito Moreno, que encontra-se constantemente em evolução com diminuição de sua área devido ao aquecimento global. Aqui em MundodeChico.com você acompanha nossas passagens por lá.

Página Guia para El Calafate

Todo nosso conteudo sobre o destino

Bariloche

 

Não há muito o que fazer, além de esquiar, nas principais estações de inverno do continente. Mas em Bariloche você nem precisa esquiar para se divertir, ainda que subir o Cerro Catedral de bondinho seja excitante. Melhor ainda é chegar ao alto do Cerro Campanario e ver a sucessão de lagos. Um mais belo que o outro — com óbvio destaque para o Nahuel Huapi, tão imenso que jamais alguém tocou-lhe o fundo abismal. Bariloche também tem uma ótima rua de compras (a Bartolomeu Mitre) e as casas de pedra e madeira do arquiteto Alejandro Bustillo (não perca o Centro Cívico).
neste destino nos acompanhe em família!

Página Guia para Bariloche

Todo nosso conteudo sobre o destino

Ushuaia

Eu em frente a Lagoa Escondida em Ushuaia – 2009

Ushuaia também é conhecida como o fim do mundo, e por ser uma zona de livre comércio é ideal para comprar roupas e equipamentos eletrônicos. Mas o melhor de tudo… é maravilhoso para passear entre o gelo, a neve e entre paisagens maravilhosas.

O turismo em Ushuaia é um show a parte e possui as mais diversas opções de lazer. As excursões de turismo em Ushuaia são sempre acompanhandas da beleza da natureza. Existem outras opções de turismo aventura como: trekking e mountain biking durante o verão. Já no inverno, as opções de turismo aventura em Ushuaia são ski, trenó e cross-country ski.

As excursões lacustres de turismo em Ushuaia percorrem o Canal de Beagle até El Faro, Ilha dos Lobos, La Pinguinera e Estância Harberton. Existe o Parque Nacional Terra do Fogo, considerado a principal atração turística de Ushuaia. O Trem do Fim do Mundo, O Cerro Castor e opções para explorar a cidade em si: nada como uma boa caminhada pelo calçadão à beira-mar e pelo centro da cidade, observando o movimento dos navios e as antigas casas construídas com madeira recoberta com chapas de zinco. Aqui em MundodeChico.com você acompanha nossas passagens por lá.

ou acompanhe todo nosso conteudo sobre o destino

 

Curiosidades

É considerado o segundo maior país da América do Sul e o oitavo maior do mundo, fazendo fronteira com o Paraguai e a Bolívia ao norte, Brasil e Uruguai a nordeste, e com o Chile a oeste e sul.

Sabe qual é o rio mais largo do mundo? É o Rio de la Plata, que chega a medir 90 km entre ambas as margens e que banha a capital da Argentina;

Todo o glamour do Teatro Cólon só poderia ter vindo de um lugar: França! Incrível, mas o teatro foi pré-fabricado e transportado por partes, por navio, da França até Buenos Aires, sendo montado em 1908;

A origem do nome do país vem do latim, argentum, que significa prata;• As cidades argentinas mais populosas são: Buenos Aires, Córdoba, Rosário, Mendoza, Tucumán, La Plata, Mar del Plata, Salta, Santa Fé e San Juan;

De origem indígena e europeia (espanhóis e italianos, na maioria), assim surgiu o povo argentino;

Próximo de Mendoza está a mais alta montanha das Américas, a Aconcágua, com 6.962 metros;

Em Córdoba, a Universidad Nacional abriga uma grande biblioteca com obras jesuíticas, com livros do final do século XVI.

História

Segundo registros históricos, os incas e nômades foram os primeiros habitantes da Argentina. O processo de colonização pelos europeus começou a partir de 1502, com a chegada da expedição de Américo Vespúcio à região do Rio da Prata, e se deu ao longo dos séculos XVI e XVII.

O período foi marcado por muitas disputas geográficas entre os europeus, com diversas expedições pelo interior do território argentino, que chegou a ser dividido em capitanias. Além disso, os colonizadores tiveram que enfrentar forte resistência dos indígenas, que, afinal, eram os moradores da região.

Em 1806 Buenos Aires foi invadida pelos ingleses, mas a população local de pronto demonstrou grande capacidade de organização, e conseguiu expulsar os invasores. A independência do país foi proclamada em 9 de julho de 1816, seguida de uma forte campanha e mobilização liderada pelos mártires Simón Bolívar e San Martín.

Depois disso, o país passou por vários períodos de instabilidade, o que inclui ditaduras e golpes militares. O ex-presidente Juan Domingos Perón é um dos mais conhecidos da história. Ele governou o país a partir de 1946, mas seu poderio foi interrompido em 1955, quando foi deposto e exilado por um golpe militar.

Perón retomou seu mandato em 1973, e desta forma permaneceu até a sua morte. Sua esposa, Eva Perón, foi a sua substituta, e também protagonizou um dos momentos mais importantes e conhecidos da história da Argentina.

Evita, como ficou conhecida, governou o país com base na política de defesa dos trabalhadores e, como consequência, em conflito com as oligarquias. Sua liderança e carisma fizeram com que fosse uma das governantes mais respeitadas. Atualmente, sua sepultura é um dos principais pontos turísticos de Buenos Aires. Ela fica no Cemitério da Recoleta.

Contudo, voltando à história da Argentina, em 1976 a intervenção militar obrigou que Eva renunciasse, e o país passou a ser governado, novamente, por um regime ditatorial. Este período ainda foi sucedido por outros golpes e governos militares, que deram lugar ao regime democrático apenas em 1983, com a eleição do presidente Raul Afonsin. Depois dele, ainda vieram os presidentes Carlos Menem e Fernando de La Rua.

Este último, por sua vez, enfrentou grande insatisfação popular, com muitas greves e manifestações públicas, por conta das medidas que adotou tentando evitar uma crise econômica. Foi neste contexto que Menem renunciou, sendo substituído por Nestor Kirchner, eleito legitimamente pelo povo.

Até 2011 a Argentina pode ser considerada como um dos poucos países governados por uma mulher, Cristina Kirchner, esposa de Nestor Kirchner.

Para Saber Mais…

 

Vamos Viajar?

Logo para Naiade - Naiade Preto e Branco para site

Convido você a conhecer a Naiade Viagens. Diferente de verdade, a empresa é admirada por seus clientes. Considerada no mercado como uma das primeiras Love Brands brasileiras, muitas das viagens da Naiade são personalizadas e os grupos mundo afora são especiais e únicos.

Comments

comments

Did you like this? Share it:

Sobre o Autor:

Leave A Comment

Você é humano?