Champagne

Imagem para MundodeChico - Chico na Muet Chandon Champagne 01

Chico na Moet & Chandon em Champagne – 2013

Neste junho de 2013, estive na região de “Champagne”, na emblemática França. Dizem por lá, o já sabido por aqui: “Geralmente, fazemos muita confusão sobre o que é um ‘champagne’, um ‘frisante’ ou um ‘espumante’”. Gostaria de atualizar você, que acompanha minhas aventuras pelos points produtores de vinho no mundo,  a respeito desse tema, e aproveitar para lhe contar sobre minha experiência, passeando pelas “Caves”. Em primeiro lugar, antes de qualquer outra coisa, vamos tentar relembrar as diferenças entre as bebidas em questão.

Entendemos por espumante (sparkling wine) todo vinho que passa por duas fermentações naturais. A primeira, ocorrendo em tanques ou barris de carvalho, comum a todos os vinhos, onde ocorre a transformação do açúcar da uva em álcool. E a segunda, no caso dos espumantes, onde a bebida adquire a efervescência.

Falando ainda a respeito do processo de produção, quando esta segunda fermentação é feita dentro de tanques de aço inox pressurizados, dizemos que foi empregado o método ‘charmat’. Por sua vez, quando elaborado na própria garrafa, nomeia-se como método ‘champenoise’ ou ‘tradicional / clássico’. Agora, se tudo isso ocorre, obrigatoriamente, com o uso apenas das uvas ‘chardonnay’, ‘pinot noir’ e ‘pinot meunier’, então, esse espumante leva o nome do lugar: “Champagne”.

Você deve estar se lembrando: ‘e o ‘frisante’? Bem, esta bebida é um vinho bem simples, com sabor mais adocicado, quase sempre gaseificado artificialmente com pressão de CO2, bem mais baixa do que o espumante. O custo de produção é baixo e costumam ser baratos.

Neste momento, vamos falar sobre a “Terra Encantada”, ou melhor, um passeio à região administrativa de ‘Champagne-Ardenne’, nada mais, nada menos do que um verdadeiro sonho dourado para um amante de vinhos. A história conta que foi em ‘Hautvillers’, próximo à ‘Epernay’, a capital da região, que os monges ‘Dom Perignon’ e ‘Dom Ruinart’ se perderam em seguidas explosões, após tentarem dominar a fermentação de uvas dentro de garrafas de vidro.

Imagem para MundodeChico - Chico na Mumm Champagne 01Hoje, apesar da tecnologia, muitos dos antigos processos ainda são utilizados, como minhas visitas comprovaram. Pela manhã, estive na ‘Mumm’ (Reims / França). Após uma apresentação sobre as uvas obrigatórias para a fabricação do ‘champagne’, começamos nossa viagem pelas cavernas usadas para armazenar as garrafas. A luz especial usada dentro do lugar deu ares sinistros à área de armazenagem.

No final da visita pelos túneis da ‘Mumm’, uma espécie de museu, contando como antigamente a bebida era produzida. E é claro, fechamos com a esperada degustação. Em seguida, fomos almoçar na cidade de Reims, onde estive visitando a catedral de ‘Notre-Dame de Reims’, construída em 1225, lugar em que foram coroados quase todos os reis da França, em meio a comemorações regadas a ‘champagne’. Aí está a explicação para este espumante tão especial ficar conhecido como o ‘vinho dos reis’.

Imagem para MundodeChico - Chico na Muet Chandon Champagne 02

Seguimos viagem para a região de ‘Epernay’, para visitar a “Maison Moët & Chandon”, desde 1743, uma das maiores produtoras de ‘champagne’ do mundo, produzindo sobre seis quilômetros de vinhedos. Muitos não imaginam, mas a vinícola, nos dias de hoje, faz parte do grupo ‘LVMH’, o maior produtor de artigos de luxo do mundo, que, em 1962, foi a primeira produtora a entrar na ‘Bolsa de Valores Francesa’. Na visita, primeiramente, a história da família que foi aprimorando a produção; depois, mais tuneis sinistros, e para finalizar…, mais uma vez, a tão guardada degustação.

Imagem para MundodeChico - Chico na Muet Chandon Champagne 03

Expandindo sua Visita

Veja nossa visita à Catedral Notre Dame Reims

Veja como foi…

Logo para MDC - Jpg - Franca 2013 - Veja como foi

Veja como foi através dos posts do Blog

Veja como foi através da nossa galeria de fotos

Para Saber Mais…

Logo para Mdc - Jpg - FMedina na Franca

Logo para Mdc - Patrimonios Unesco

Vamos Viajar?

Logo para Naiade - Naiade Preto e Branco para site

Convido você a conhecer a Naiade Viagens. Diferente de verdade, a empresa é admirada por seus clientes. Considerada no mercado como uma das primeiras Love Brands brasileiras, muitas das viagens da Naiade são personalizadas e os grupos mundo afora são especiais e únicos.

Comments

comments

Did you like this? Share it:

Sobre o Autor:

Leave A Comment

Você é humano?